Cara ou Coroa?

No último dia 11 de agosto fiquei com uma dúvida tremenda, tivemos duas festas para estudantes, em locais diferentes, coordenadas por pessoas diferentes, “apoiadas” por pessoas diferentes, mas a divulgação foi feita pela mesma entidade, UME$. E aí qual a verdadeira? Sabemos que aconteceram duas festas, qual era a real e qual era a fictícia?
O movimento estudantil atende a uma massa com festas, que a meu ver não foram bem freqüentadas, mas não atende as bases, onde está a política estudantil? Qual dos dois lados a defende? Será que é conhecidência o movimento “rachar” às vésperas das eleições? Eu acho que não! Ou é a lei do “Quem dá mais”?.
E as bandas? Todas, sem exceção já nos remetem a nomes de políticos. Gostaria que os estudantes secundaristas pudessem avaliar tudo isso, e não ficar nem com a CARA nem com a COROA desta moeda sem valor que se tornou a UME$. Está nítido que os “líderes” dos dois lados ofertaram as suas cabeças e a dos demais estudantes para aquele candidato que der mai$.
Não se admire se daqui para 05 de outubro quem é CARA virar COROA e quem é COROA virar CARA. O que vale é ficar atendo para que nos próximos 11 de agosto possamos fazer realmente uma festa estudantil verdadeira.
Sérgio Rogério Oliveira da Silva
ACORDA UNIÃO

7 comentários:

Jeferson disse...

concordo em todos os sentidos abordados neste texto, e tenho a certeza que estava faltando alguém questionar as atividades desse movimento que a muito não é mais a base dos estudantes. sou de murici, mas tenho muito apreço por toda essa massa estudantil seja ela de onde for.

Wenndell A. A. disse...

Pois é, meu caro. Concordo com o que você escreveu.

E vou contar uma coisa para adicionar: No dia das citadas festas, passei por um automóvel que estava com o logotipo da UMES pintado nele. Tive uma grande vontade de parar, chamar a atenção de quem estava dentro do carro e fazer aquele mais que conhecido gesto com as mãos, aquele gesto que quando a gente faz o outro já se entende como "ladrão". Pois é. Mas não fiz. Pensei duas vezes e minha edução não deixou. Talvez devesse ter feito. Fica para a próxima.

Wenndell A. A. disse...

E olha, estou adicionando seu blog ao meu.

Abraço.

Marcio disse...

No dia dos estudantes cheguei de Maceió por volta das 17:30, e de frente ao Colégio Carlos Gomes tinha um trio Elétrico enorme. Depois fiquei sabendo que, na Praça Basiliano Sarmento haveria Bakanas é Show e Karisma, e de graça, 0800. O que mais me impressiona é o quanto a UMES é rica, pois organizar um evento deste porte tem que ter muita GRANA. Ou será que algum político patrocinou por baixo dos panos? Não? Será um absurdo pensar nisso!!!! Será?

Wenndell A. A. disse...

*Errata: não era um carro com o logo tipo da UMES, o logo tipo era na verdade da UESA.

Dallas Diego disse...

Tem gente em Uniao que nao perde a oportunidade d ir pro lado melhor do barco!!

Sao cara e coroa!!

LIBERTAS disse...

Nem adianta falar sobre a UMES. Dizer o que? Que todo mundo tá careca de saber que eles nunca fazem nada? Que todo mundo tá careca de saber que eles se venderam e se vendem ao poder público municipal? Que todo mundo tá careca de saber que eles só servem de massa de manobra? Que todo mundo tá careca de saber que a UMES é submissa a UJS assim como a UBES e a UNE? Que todo mundo tá careca de saber que o PCdoB se utiliza do Movimento Estudantil para fazer "limpeza cerebral" na juventude? Todos os fios de cabelo já caíram a muito tempo. Mais daqui a dois anos vai ter eleição para a UMES e essa mesma galera - que fica reprovada por "amor a entidade" - vai vencer de novo, e de novo, até quando? Até o dia em que não for mais lucrativo fabricar carteirinhas, aí quem sabe eles não arrumam uma coisa de verdade pra fazer.