Liberdade ainda que tardia

Liberdade, liberdade abre as asas sobre nós!
Temos que pedir sempre para ver se alcançamos. Estamos às vesperas de mais um feriado, que tem um valor político muito relevante. A Inconfidência Mineira, primeira tentativa de tornar o Brasil uma nação independente em pleno século XVIII, O século das luzes, luzes que quer dizer idéias novas e revolucionárias. Temos aí no Iluminismo as raizes da Revolução Francesa e do movimento literário denomindo Arcadismo.
Montesquieu, um dos grandes nomes do Iluninismo, vendo a centralização do poder, propôs que este (o poder) fosse dividido em três: Legislativo, Executivo e Judiciário, percebendo que era poder demais nas mãos de um só: propor, executar e julgar as leis (podemos ver mais profundo no livro "O Espírito das Leis" - Montesquieu). Não sabia ele que em 2008, em pleno século XXI, no Estado de Alagoas iamos nos deparar com a Operação Taturana e que em meio a tudo isto, um poder ia ameaçar o outro de morte, só por julgar que roubar o dinheiro público é crime, vejam só.
Precisamos de mais inconfidentes e iluministas a exemplo do desembargador Antonio Sapucaia e do procurador geral de Justiça do Estado Coaracy Fonseca mesmo ameaçados da forca (morte) como tiradentes e outros, continuam com sua decência.
A Bandeira do Estado de Minas Gerais ainda hoje traz esta bela frase que pegamos emprestada para esta matéria. Acreditamos nisto mesmo, não podemos desistir dos nossos idéais de liberdade, igualdade, fraternidade, respeito, ética e decência.
Vamos resistir pra revolucionar!

1 comentários:

gb disse...

ótimo texto!!!!!